Kutná Hora, o cofre do tesouro da Boémia

Kutná Hora vista desde a igreja Sta. Bárbara, Rep. Checa.

A excursão a Kutná Hora pode ser uma forma perfeita de completar uma visita a Praga, permitindo desta forma sair da capital checa, conhecer a paisagem rural ao longo do percurso e enriquecer a tua viagem.

Localizada a 80 km da capital checa, tem fácil acesso, recomendando-se o uso do comboio desde Praga (113CZK/trajeto/2018), quer pelo preço e facilidade de mobilidade, sendo recomendável comprar a viagem com antecedência dado ser um percurso muito usado por autóctones e turistas (enlace para adquirir os bilhetes). O trajeto dura aproximadamente 50 minutos e terás a oportunidade de passar por Brno, segunda cidade da República Checa e a sua capital universitária, permitindo desde o comboio admirar colina onde se situa o centro histórico coroado pela Catedral de S. Pedro e S. Paulo.

Para organizar a visita há que considerar que as duas principais atrações de Kutná Hora estão distantes 3 km entre elas, formando dois núcleos independentes. Com o mesmo bilhete de comboio podes ainda fazer o percurso que liga a estação ferroviária / bairro de Sedlec  / Město (centro da cidade), usando uma automotora mais pequena. O ideal será à chegada fazer o transbordo com a automotora direto para o centro histórico, visitando-o, e reservando Sedlec para o trajeto de regresso à estação Kutná Hora hl.n., onde tomar o comboio de regresso a Praga. Existe também a possibilidade de ligar os vários pontos de visita com os autocarros urbanos.

Esta cidade nasceu à sombra das minas de prata e foi graças à sua exploração que se desenvolveu e ganhou notoriedade chegando a rivalizar com Praga durante a Idade Média, perdendo posteriormente o seu esplendor e dinamismo empresarial ao longo dos tempos. Contudo as épocas de progresso deixaram um rico património que levou a que a UNESCO lhe atribui-se o título de Património Mundial em 1995. Um autêntico cofre do tesouro, que no seu interior estava recheada de prata.

Centro Histórico

Fonte de Pedra, Kutná Hora, Rep. Checa.
Percorrer as ruas de Kutná Hora, com fachadas multicolor e muros de pedra que escondem verdejantes jardins particulares, ruelas e praças cheias de animação nas suas esplanadas, é por si só um prazer que enche as medidas de qualquer viajante, contudo sempre há um edifício que nos chama mais a atenção pela sua decoração ou pelo estilo arquitetónico, entre eles a Corte Italiana (sec. XIII/XIX) com o seu pátio interior que originalmente foi a Real Casa da Moeda da Boémia, assim chamada por terem sido mestres italianos a ergue-lo. Posteriormente foi adaptado a palácio real e na atualidade serve de posto de turismo e paços do concelho. Mais à frente encontra-se a Casa de Pedra, um testemunho de uma residência senhorial do século XV. Também medieval, num gótico rico é a Fonte de Pedra, uma singular obra circular que servia de cisterna para distribuição de água à povoação. Numa das praças encontra-se a Coluna da Peste, obra barroca, encimada pela imagem da Imaculada. Se o tempo de permanência nesta cidade te o permite a visita ao museu da Prata e à antiga mina medieval pode ser uma actividade interessante (Entrada 70CZK/2018).

Igreja de Sta. Bárbara


Cabeceira da igreja Sta. Bárbara, Kutná Hora, Rep. Checa.
Este é um templo que muitos chamam de catedral, ainda que não seja sede episcopal, mas sobretudo pelo impressionante tamanho e arquitetura com que foi erguida no século XIV para demonstrar o poderio económico e social de Kutná Hora frente à sua rival Praga. Ainda incompleta vai ser entregue no aos jesuítas no século XVII que completam o telhado e as suas cúpulas. Devido ao um grande incêndio a igreja é encerrada pelo perigo de derrubamento, reabrindo no inicio do sec. XX depois de obras que lhe conferiram o aspeto atual.  Esta grande igreja de 5 naves, surpreende pela sua altura interior que eleva as 3 naves centrais à mesma altura, permitindo a existência de um piso superior sobre as naves exteriores. O púlpito barroco, órgão de tubos, vitrais, retábulos, estátuas e pinturas murais completam a decoração desta impressionante igreja medieval e novecentista. (Entrada 85CZK/2018*).

Ao lado desta encontra-se o antigo Colégio Jesuíta edificado no XVII, hoje museu de arte contemporânea da Boémia, uma enorme mole, e que serve de corredor de entrada à igreja de Sta. Bárbara ladeado por estátuas de pedra barrocas que recordam a ponte Carlos de Praga e o seu caminho real.

Ossário de Sedlec

Selfie tétrico no Ossário.
Conta a lenda que um monge do vizinho mosteiro cisterciense, após pregar na Terra Santa, regressa a Sedlec e traz com ele terra de Gólgota que a esparte sobre o cemitério do mosteiro do mosteiro, cuja fama de espalha rapidamente pela Boémia e criando a moda das ricas famílias serem aqui sepultadas. Ao centro do cemitério é edificado em 1400 uma pequena capela e debaixo dela um depósito onde se iam armazenando os ossos que se retiravam do cemitério para permitir novos enterramentos, dando assim resposta à grande procura que tinha. O aspeto atual desta capela deve-se à remodelação que lhe dá o aspeto de barroco exterior. Contudo a cave onde se armazenavam ossos foi transformada em 1870 pelo artesão de madeira František Rint, sob o patrocínio da família Schwarzenberg, cujo escudo feito em ossos humanos decora também esta macabra capela. Muito diferente da alentejana Capela dos Ossos de Évora, quer em filosofia de construção e decoração, na capela checa destacam-se além de outras decorações com ossos, um candelabro construído usando todos os ossos do corpo humano e as quatro pirâmides ao centro ladeadas com crânios humanos. (Entrada 90CZK/2018*).


Igreja de N. Sra. da Assunção e S. João Batista

Coluna S. João Nepomuceno no cemitério de Todos-os-Santos, Sedlec, Kutná Hora, Rep. Checa
Fruto de uma última intervenção já no sec. XXI, bem como de outras anteriores setecentistas que lhe restauraram função e brilho após a sua destruição no sec. XV, este antigo mosteiro cisterciense e igreja foram fundadas em 1142, sendo melhorado e ampliado à medida que a riqueza das minas de prata o permitiam, dado serem os monges os detentores dos direitos de escavação. No sec. XIX foi dessacralizada e o mosteiro transformado em fábrica de tabaco. (Entrada 50CZK/2018*).

* Existe a possibilidade de comprar um bilhete conjunto para 2 ou 3 monumentos (Ossário / Sta. Bárbara / N. Sra. Assunção).

Casa pitóresca em Kutná Hora, Rep. Checa.

"Caminho Real", Kutná Hora, Rep. Checa.

Colégio Jesuíta, Kutná Hora, Rep. Checa.

Escudo dos Schwarzenberg no Ossário de Sedelc, Kutná Hora, Rep. Checa.

Detalhe do ossário de Sedelc, Kutná Hora, Rep. Checa.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.