Roteiro dos castelos de Castela e Leão

Castelo de Torrelobatón, Espanha.

Este roteiro é um apontamento aberto e adaptável (e que se irá atualizando com novas visitas a castelos) ao percurso que cada um queira fazer nesta região espanhola. Castela e Leão, dois reinos unidos em 1230 pelo rei Fernando III, tem, em conjunto com Extremadura, um dos património militares medievais mais importantes da península Ibérica.

A listagem e respetivo mapa que fazem parte deste apontamento dão a conhecer os castelos medievais visitados no primitivo reino de Leão e que com a reconquista, se vão estender por toda a velha Castela.




De forma a possibilitar uma ideia do interesse de visita de cada um dos castelos abaixo listados, pontuam-se utilizando uma escala de 3 estrelas, sendo o número maior os considerados  castelos imprescindíveis  a visitar em Castela e Leão.

1 . Castelo de Mota (Valladolid) **

Castelo de La Mota, Medina del Campo, Espanha.
Este castelo é considerado um dos mais belos da região. Localizados em Medina del Campo, província de Valladolid, está construído em tijolos no sec. XI, remodelado pelos Reis Católicos e mais recentemente na primeira metade do sec. XX. O seu nome provém da colina onde se situa, sendo a sua torre de menagem a mais alta da região, à qual se pode subir incluída numa visita guiada (4,00€/2017). O resto do castelo é de acesso gratuito.

2. Castelo de Urueña (Valladolid) **

Castelo e muralhas de Urueña, Espanha.
Esta localidade é conhecida por ser a "vila dos livros", isto devido ao número de livrarias que ali existem. A fundação desta vila medieval deu-se no sec. XII por Sancho III de Castela, tendo amuralhado a povoação. Em 1876 sofre um incêndio que a destrói quase por completo, e já neste século é concluída a sua reconstrução. Não deixes de visitar a Ermida de N. Sra. da Anunciada, no sopé da colina, exemplo da arquitetura românica (sec. XI).

3. Castelo dos Comuneros de Torrelobatón (Valladolid) ***

Castelo de Comuneros de Torrelobatón, Espanha.
Edificado no sec. XV pelos Almirantes de Castela. A sua denominação deve-se ao fato de nele  terem obtido uma vitória os comuneros (cidadãos das vilas e cidades de Castela aos que se juntam alguns clérigos) levantados contra a opressão dos senhores nobres no sec. XVI. Nele está instalado um interessante centro interpretativo sobre os episódios da Guerra dos Comuneros. (Entrada 3,00€/2017).

4. Castelo de Simancas (Valladolid) *

Castelo de Simancas, Espanha.
Ao igual que o anterior foi construído pelos Almirantes de Castela no sec. XV, sendo pouco depois transformado em prisão pelos Reis Católicos, e tendo definitivamente sido transformado em Arquivo Geral do Reino (cuja função se mantém ainda hoje) pelo rei Felipe II de Espanha.

5. Castelo de Arévalo (Ávila) **

Selfie no castelo dos Zuñigas em Arévalo, Espanha.
Este castelo de tijolo foi fundado pelo Duque de Béjar no sec. XV, e foi recentemente restaurado, pertencente agora ao Ministério de Agricultura espanhol. Neste castelo esteve reclusa Isabel de Portugal, viúva do rei João II de Castela, onde terá passado parte da sua infância a rainha Isabel, a Católica. Merece visita a praça principal da vila, exemplo de uma praça maior rural castelhana.


6. Castelo de Alba de Tormes (Salamanca) ***

Ruínas do castelo e torre de menagem, Alba de Tormes, Espanha.
O castelo dos Duques de Alba está localizado em Alba de Tormes, sendo que resta apenas a torre de menagem e umas ruínas musealizadas. Originário do sec. XIII  vao ser os duques de Alba que o vão transformar no seu castelo-palácio no sec. XVI. Desse esplendor chegou milagrosamente a pintura da sala (oval) nobre da torre retratando a batalha de Mühlberg, onde participou o 3º duque às ordens do imperador Carlos V. Foi este o general das tropas espanholas que derrotou os intentos lusos na crise de 1580. O miradouro superior permite uma boa visão sobre o entorno. (Entrada 2,50€/2017).


7. Castelo de Toro (Zamora) *

A bela cidade de Toro, esconde numa esquina o seu castelo do sec. X que sofreu várias obras ao longo dos séculos e chegou a ser alcácer real tendo residido nele os Reis Católicos (sec. XV). Em Toro não se deixe de visitar a Colegiada de Santa Maria Maior.

8. Castelo de Cuéllar (Segóvia) ***

Castelo dos Duques de Alburquerque, visto desde as muralhas da vila, Cuéllar, Espanha.
Localizado em Cuéllar, província de Segóvia, o castelo dos Duques de Alburquerque é um exemplo de várias épocas de arquitetura castrense, que resulta num conjunto de elevada beleza. Fundado no sec. XI vai ser com a sua doação pelo imperador Carlos V aos Duques de Alburquerque que se inicia a sua transformação em castelo-palácio. (Entrada 3,00€/2017). Aqui se alojou o Duque de Wellington quando auxiliou portugueses e espanhóis nas suas lutas contra Napoleão.

1 comentário:

  1. Boa seleção, mas o castelo de Arévalo está em Ávila

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.